sexta-feira, 20 de maio de 2011

Desamores...

Hoje está um dia tão bonito para falar de desamores...
E não falarei muito...
Mas tenho aqui uma dúvida...
Esta semana tive duas conversas e ouvi de duas pessoas diferentes a mesma coisa...
«Vivi com uma pessoa anos que não conhecia ,porque agora é que estou a ver o/a verdadeiro/a.»
Arrepia não arrepia??
Tenho uma teoria (eu e as minhas teorias que estão tantas vezes erradas)...
-As pessoas são aquilo que são, e muitas vezes não mudam...São as mesmas!!!
Agora como se está apaixonado/a não se vê.Ou então vê-se mas acha-se que se consegue mudar...
Deve ser isso , não será??
-Ou então outra teoria: a outra pessoa desapaixona-se , e provavelmente apaixona-se por outra pessoa e então não olha a meios para conseguir os seus objectivos...e vem ao de cima uma parte muito má...
Deve ser isso não será?
Ou será que existem outras teorias???

8 comentários:

ana disse...

Eu acho que o conhecimento é algo dinâmico, não conhecemos tudo de alguém nunca. As condicionantes mudam, as situações acontecem e com isso as pessoas reagem. E a vida vai colocando à prova o amor. Se não resiste é porque não existia para lá do ponto em que as pessoas estão, é porque há coisas em que as pessoas são incompatíveis de tal forma que isso se sobrepõe a tudo o resto. Acho que é errado pensarmos à partida que conhecemos tudo de alguém, acho que é mesmo por aí. Porque o resto, quem anda à chuva molha-se :)

Beijo muito grandeeeee

A.S. disse...

Susaninha,

O amor surpreende-nos sempre com os caminhos que escolhe para chegar até nós!...


Um beijo... portuense! :)
AL

Green disse...

tens razão sim, as pessoas não mudam, são como são e pronto.

Marina Ribeiro disse...

concordo mais com a tua primeira teoria, bate certo com a minha: "quem o errado ama, correcto lhe parece"...!
;-)

Susaninha disse...

PRINCESINHA ANINHAS...Sem mais...é que é isso mesmo...com o dom da palavra sem duvida:)
UM XIIIIIIIIIII APERTADINHO:)

A.S...Venha o AMOR, e não o desamor:):)
UM SUUUUUUUrrisinho portuense que são do melhor:):):):)


GREEN..Também acho , essa é a minha teoria number one:)

MARINA....Novo proverbio e mai nada:):)
Acho uma delicia a tua foto perfil:)

A moca que faltava disse...

Essa pessoa é um bocado distraída, não é?

Minkah disse...

é, a paixão turva-nos um bocado a vista...

*

Lotty disse...

Olá. Concordo mais com a teoria de amor ser cego, pelo menos nos primeiros tempos. Quando aquela paixão inicial começa a desvanercer, começam as briguinhas por isto ou por aquilo. No entanto já tive a experiencia de conhecer uma pessoa durante anos, gostar imenso dela mas não gostar de viver com ela porque não me identificava com os seus hábitos...
***