segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

Li um artigo...Geração Speedy:)

Li um artigo que me fez rir...
Não sei se vos acontece esta sensação ,quando se lê uma coisa e achamos que é mesmo aquilo, dá uma sensação de click na mente...
Então aqui vamos...
Caracteristica da Geração Speedy:
-Idades compreendidas entre os 25 e 45... Eu tenho 33.

-São auto confiantes ,empreendedores ,têm uma visão global ,querem dar um sentido a vida ,pretendem resultados a curto prazo ,já não desejam o equilíbrio entre a vida pessoal e profissional mas sim tirar o maior prazer da vida...Confesso que ás vezes bem me apetecia resultados a curto prazo,e sim pretendo tirar o maior prazer da vida sem duvida .

-São espirituais em vez de religiosos...Sim, sim ,sim...Não acredito em nenhum tipo de religião, mas sou espiritual, acredito em muita coisa...

Os Speedies aparecerem na década de 70 e 80 ,foram chamados de geração rasca (lembro-me tão bem de ver estas noticias na tv, eu tinha uns 13 anos, o meu Mano já andava na faculdade, e dava nas notícias os estudantes universitarios em grandes manifestações , eu não percebia nada, só tentava ver se o Mano aparecia na Tv)Viram as mercearias a morrer e ao aparecimento de grandes hipermercados (a mercearia da Sra Maria que só vendia bolacha maria foi substituída pelo Continente que tinha tanta coisa, que loucura, lembro-me tão bem).
Assistimos a queda do muro de Berlim ,o aparecimento dos multibanco,das cassetes aos cd, do gira-discos as aparelhagens, o aparecimento dos telemóveis,ao uso da internet ,ao surto do desemprego...
Assistimos ao disparo dos divórcios ,bla bla bla....
Com tudo isto identifico-me...

Speedies são conhecidos com fast living , fast eating e fast loving.
Fast eating nem pensar....
Fast living ás vezes gostava que aquilo me acontecesse ontem:)
Fast loving também não sou adepta, mas que tudo é mais intenso e que termina em cinco minutos também é verdade...O que acho triste...
Mas acho que sou uma Speedie SUUUUUUrridente:)

13 comentários:

Marjane disse...

Ah ah ah! E agora suuuuri eu! Eu também li esse artigo e também achei que me encaixava nessa geração.

Penso que esta mudança não é má. É uma adapatação. Uma evolução.

Ao menos cada geração lutou pelo que considerava o seu ideal de felicidade. ;)

beijinho

Raquel disse...

Tirando o fast loving e o fast eating encaixo na perfeição. Tirar o melhor partido da vida independentemente de onde se esteja ou do que se esteja a fazer. É isso mesmo.

Beijão amiga linda! :)

Libelinha☆ disse...

Somos a geração Speedy mas já viste que fomos uns previlegiados em assistir a tantas mudanças na humanidade?... E será que vai continuar assim?...

Beijinhos ;P

мα∂αℓєηα disse...

Quanto ao "fast living, fast eating e fast loving", não sou mesmo...no resto acho q estou lá :D

beijinhos grandes :))

marie disse...

Hummm... Interessante. Ah ah ah...

anaferro disse...

Tu és uma Speedy mas é no ser linda e das melhores pessoas que existem! Isso sim! Rápida e eficaz hehe ;)

Beijoooooo :D

Eli disse...

Orgulho-me de fazer parte desta geração rasca.

:)

Lilá(s) disse...

Hum! boa sorte para ti Seedy identificada.
Bjs

Cuca disse...

Olha! Eu também sou uma "speedy". E de facto somos aquela geração a que mais mudanças assistiu. Será bom? huuuum, eu espero bem que sim.

sideny disse...

Ola

Nao li esse artigo.

Mas eu acho que nao ha geracao rasca:))

Paulo disse...

Não conhecia o artigo, mas realmente encaixa como uma luva na nossa geração! ;)

Sendo eu fruto do maravilhoso ano de 76, não posso deixar de me identificar quase em pleno... quase!

Apesar de tudo, tenho muito orgulho de ter vivido estes tempos de mudanças. E que mudanças.Vimos a queda do muro, o fim do Apartheid, o nascimento da Internet,etc etc

Eu, pessoalmente, pauto a vida me máxima:

"Play hard and Party Hard"

Paulo

Fatucha disse...

ola´! dadas as circunstancias da minha idade, tb eu sou uma speedy. Mas relembro com saudade os cromos queo Nuno Markl comenta na Comercial que fala do tempo da minah infancia. bjs

Pinkk Candy disse...

eu também sou speedy, mas não em tudo o que vem aí! e somos uns privilegiados, de poder comparar certas coisas, somos mesmo! :)

xoxo